USO, CONHECIMENTO E FATORES QUE INFLUENCIAM O CONSUMO DE ANTIDEPRESSIVOS EM UNIVERSITÁRIOS DOS CURSOS DE SAÚDE DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR PRIVADA DO MUNÍCIPIO DE SETE LAGOAS-MG

  • Rosane Elstner Pereira Faculdade Ciências da Vida
  • Bruno Carnevale Carnevalli Faculdade Ciências da Vida

Resumo

ntrodução: A depressão pode ser definida como uma síndrome, causada por vários mecanismos sejam eles patogênicos ou etiológicos, podendo ainda ser caracterizada por déficits de neurotransmissores. Objetivos: O presente estudo tem por objetivo geral, descrever quais são os fatores que influenciam o uso de antidepressivos por universitários de uma instituição de ensino superior privada em Sete Lagoas, MG. Entre os objetivos específicos estão: realizar um levantamento dos antidepressivos mais utilizados pelos universitários de uma instituição privada de ensino superior do município de Sete Lagoas, MG E traçar o perfil do universitário usuário de antidepressivos. Metodologia: Trata-se um estudo de caráter descritivo, quantitativo, exploratório e transversal, A população estudada se constitui de 34 usuários de medicamentos da classe dos antidepressivos regularmente matriculados em cursos da área da saúde da instituição estudada. A coleta de dados se baseou na aplicação de um questionário aos participantes da pesquisa, visando coletar os fatores relacionados ao uso de antidepressivos assim como variáveis clínicas e sociodemográficas. Após a codificação das variáveis foi criado um dicionário de dados para a construção de um banco de dados eletrônicos no programa Microsoft Excel®. Resultados: Foi identificado no estudo que a maioria dos entrevistados relatou iniciar o uso de antidepressivos devido a momentos de stress progressivo (58,82%), fatores como a vida acadêmica aliada a vida cotidiana (26,47%) e períodos de tristeza elevada(2,94%) também foram pelos entrevistados. Em relação ao perfil constatou-se que o indivíduo que mais utiliza antidepressivos é do sexo feminino, está matriculado no curso de farmácia, indivíduo solteiro, sem filhos com renda mensal de 2 a 5 salários mínimos, que realizou sua consulta médica a pelo menos 7 meses. Os antidepressivos mais utilizados foram a o Cloridrato de fluoxetina e o cloridrato de venlafaxina. Em relação ao conhecimento o perfil da pesquisa apontou que o profissional que mais realiza orientações é o médico, e que os indivíduos notam benefícios nessa orientação, notam também que a orientação reduz efeitos colaterais. Considerações finais: Constatou-se nessa pesquisa que os antidepressivos se tratam de um classe em grande consumo pela população jovem adulta, os fatores que influenciam esse consumo se relacionam com fatores externos que expressam grande relevância na vida social desses indivíduos, dentre esses fatores destaca-se a dupla jornada sendo esta trabalho e estudo, os períodos de stress durante a vida acadêmica assim como momentos de variações sentimentais e comportamentais.
Publicado
2019-03-01
Como Citar
PEREIRA, Rosane Elstner; CARNEVALLI, Bruno Carnevale. USO, CONHECIMENTO E FATORES QUE INFLUENCIAM O CONSUMO DE ANTIDEPRESSIVOS EM UNIVERSITÁRIOS DOS CURSOS DE SAÚDE DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR PRIVADA DO MUNÍCIPIO DE SETE LAGOAS-MG. Revista Brasileira de Ciências da Vida, [S.l.], v. 6, n. 05, p. 113-128, mar. 2019. ISSN 2525-359X. Disponível em: <http://jornal.faculdadecienciasdavida.com.br/index.php/RBCV/article/view/882>. Acesso em: 22 set. 2019.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##