NECESSIDADE DE ABORDAGEM INOVADORA DO ENSINO EM SAÚDE MENTAL NA GRADUAÇÃO DE ENFERMAGEM

  • Karine Paulino Melo Faculdade Ciências da Vida
  • Danilo Costa Silva Junior Faculdade Ciências da Vida
  • Evelin Regina Fonseca de Souza Pedras Faculdade Ciências da Vida

Resumo

A Reforma Psiquiátrica brasileira proporcionou uma mudança nos paradigmas do tratamento do cliente em saúde mental e também à compreensão de seu estigma. Priorizando a reinserção social do paciente como parte da terapêutica, com a finalidade de proporcionar qualidade de vida, a Reforma vai de encontro com a antiga exclusão e segregação do cliente, que era retirado da sociedade e exposto, em alguns casos, a condições sub-humanas. A avaliação da capacitação dos profissionais que atuarão nessa área também se faz de grande importância. Nesta pesquisa, objetivou-se estimar na literatura, a demanda de práticas inovadoras de educação em saúde mental, para graduação no curso de enfermagem. Em relação ao contexto apresentado, de inovação e respeito à integralidade e subjetividade do sujeito cliente em saúde, propostos pela Reforma Psiquiátrica, as práticas de formação na graduação dos profissionais atuantes na área da saúde ainda não acompanham essas inovações. É evidenciada a necessidade de abordagens inovadoras quanto à temática, que até então, permanece relacionada à cultura hospitalocêntrica e manicomial.PALAVRAS-CHAVE: Estágio clínico. Saúde mental. Educação em saúde.
Publicado
2018-04-27
Como Citar
MELO, Karine Paulino; SILVA JUNIOR, Danilo Costa; PEDRAS, Evelin Regina Fonseca de Souza. NECESSIDADE DE ABORDAGEM INOVADORA DO ENSINO EM SAÚDE MENTAL NA GRADUAÇÃO DE ENFERMAGEM. Revista Brasileira de Ciências da Vida, [S.l.], v. 6, n. Especial, abr. 2018. ISSN 2525-359X. Disponível em: <http://jornal.faculdadecienciasdavida.com.br/index.php/RBCV/article/view/767>. Acesso em: 22 jun. 2018.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##