A IMPORTÂNCIA DAS FRUTAS NA ALIMENTAÇÃO INFANTIL

  • Shyrley Rita da Silva Madureira de ABREU Graduanda de Nutrição no Centro Universitário Unifemm, Sete Lagoas-MG;
  • Scarlatt Samanta Fonseca PEREIRA Graduanda de Nutrição no Centro Universitário Unifemm, Sete Lagoas-MG;
  • Frederico de Barros TRINDADE Graduando de Nutrição no Centro Universitário Unifemm, Sete Lagoas-MG
  • Gabrielle Cristina de OLIVEIRA Graduanda de Nutrição no Centro Universitário Unifemm, Sete Lagoas-MG;
  • Cecy Maria Lima SANTOS Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de Minas Gerais UFMG, Belo Horizonte-MG; Docente do Centro Universitário de Sete Lagoas - Unifemm, Sete Lagoas-MG;

Resumo

A alimentação saudável é essencial para o crescimento, desenvolvimento e manutenção da saúde. Os hábitos alimentares inadequados acarretam problemas de saúde imediatos e também em longo prazo. É consenso que o aumento do consumo de frutas e hortaliças deve ser estimulado, inclusive no ambiente escolar, visto que tais alimentos são fontes ricas em vitaminas, minerais, fibras e água e apresentam baixa densidade energética. O objetivo desse trabalho foi promover atividades de educação nutricional com pré-escolares, a fim de estimular o consumo de frutas, incentivando assim, hábitos alimentares saudáveis. As atividades foram realizadas no mês de dezembro na creche municipal Irmã Flávia na cidade de Sete Lagoas - MG, com 75 pré-escolares de três a cinco anos. Foi realizada uma oficina educativa de forma bem interativa promovendo o estímulo ao conhecimento e consumo de diferentes frutas. Pode-se considerar que, em geral, há boa aceitação de frutas pelas crianças. Palavras-chave: Pré-escolar. Educação Nutricional. Frutas.

Referências

REFERÊNCIAS

ACCIOLY, Elizabeth; LACERDA, Elisa Maria de Aquino. Nutrição do Pré-escolar e do Escolar. In ACCIOLY, Elizabeth; SAUNDERS, Cláudia; LACERDA, Elisa Maria de Aquino: Nutrição em Obstetrícia e Pediatria. 2. ed., Rio de Janeiro, RJ: Cultura Médica: Guanabara Koogan, 2009.

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA (ANVISA). Alimentação saudável: fique esperto! Disponível em: http://www.anvisa.gov.br/propaganda/alimento_saudavel_gprop_web.pdf. Acesso em: 12 out. 2014.

ALVES, Mabel Nilson; MUNIZ, Ludmila Correa; VIEIRA, Maria de Fátima Alves. Consumo alimentar entre crianças brasileiras de dois a cinco anos de idade: Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde (PNDS) Departamento de Nutrição, Pelotas, RS: Universidade Federal de Pelotas, 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v18n11/26.pdf. Acesso em: 19 set. 2014.

BENETTI, Gisele Bizon. Educação Alimentar. In: __Curso Didático de Nutrição. São Caetano do Sul, SP: Yendis, 2013.

BENETTI, Gisele Bizon. Formação do Comportamento Alimentar. In:__Curso Didático de Nutrição. São Caetano do Sul, SP: Yendis, 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher. Brasília: Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde, 2009. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/relatorio_pnds_2006.pdf. Acesso em: 12 out. 2014.

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS (CFN). Resolução CFN n. 380/2005. Dispõe sobre a definição das áreas de atuação do Nutricionista e suas atribuições, estabelece parâmetros numéricos de referência, por área de atuação, e dá outras providências. Disponível em: http://www.cfn.org.br/novosite/pdf/res/2005/res380.pdf. Acesso em: 12 out. 2014.

COZZOLINO, Silvia M. Franciscato. Biodisponibilidade de nutrientes. 4. ed. Barueri, SP: Manole, 2012.

GOULART, Rita Maria Monteiro; BANDUK, Maria Luiza Sampaio; TADDEI, José Augusto Augusto de Aguiar Carrazedo. Uma revisão das ações de nutrição e do papel do nutricionista em creches. Revista de Nutição, v. 23, n. 4, p. 655-665, 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rn/v23n4/v23n4a15.pdf. Acesso em: 19 set. 2014

INSTITUTE OF MEDICINE (IOM) Dietary Reference Intakes for Vitamim A, Vitamim K, Arsenic, Boron, Chromium, Copper, Iodine, Iron, Manganese, Molybdenum, Nickel, Silicon, Vandadium, and Zinc. A. Disponível em: http://www.nap.edu/openbook.php?record_id=10026. Acesso em 12 out.2014

JUZWIAK, C. R. Era uma vez...um olhar sobre o uso dos contos de fada como ferramenta de educação alimentar e nutricional. Interface, v. 17, n.45, p. 473-484, 2013.

MACEDO, Érika Michelle C. de et al. Efeitos da deficiência de cobre, zinco e magnésio sobre o sistema imune das crianças com desnutrição grave. Revista Paulista de Pediatria, 28 (Supl.3) p. 329-336, 2010. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/4060/406038934012.pdf. Acesso em: 19 set. 2014.

MAHAN, L. K., STUMP, S. E., RAYMOND, J. L. Nutrição na Infância. In: LUCAS, B. L., FEUCHT, S. A., OGATA, B. N., Krause: alimentos, nutrição e dietoterapia, 13. ed. Rio de Janeiro, RJ: Elsevier, 2012.

MARIN, Tatiana; BERTON, Priscila; SANTO, Larissa Kelen Rossi do Espírito. Educação nutricional e alimentar: por uma correta formação dos hábitos alimentares. Revista Fapciência, v.3, n.7, p.72-78, 2009. Disponível em: http://www.fap.com.br/fapciencia/003/edicao_2009/007.pdf. Acesso em: 19 set. 2014.

OLIVEIRA, Jenifer Carla de; COSTA, Suellen Dalla; ROCHA, Silvia Maria Bramucci da. Educação nutricional com atividade lúdica para escolares da rede municipal de ensino de Curitiba. Cadernos da Escola de Saúde, v. 1, n. 9, p. 150-166, 2013. Disponível em: http://www.unibrasil.com.br/pdf/nutricao/2011-1/2_tcc.pdf. Acesso em: 19 set. 2014.

OLIVEIRA, Silvana Pedroso de et al. Promoção do consumo de frutas, legumes e verduras em Unidades de Educação infantil: diagnóstico inicial. Rio de Janeiro: Embrapa Agroindústria de Alimentos, 2008. Disponível em: http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/Repositorio/pub-119_000gc4vi11302wx5ok01dx9lcukb19am.pdf. Acesso em: 12 out. 2014.

PHILIPPI, Sônia Tucunduva. Nutrição e técnica dietética. São Paulo, SP: Manole, 2006.
RAMOS, Maurem; STEIN, Lilian M. Desenvolvimento do comportamento alimentar infantil. Jornal de Pediatria, v. 76, supl.3, p.229-237, 2000. Disponível em: http://www.cookie.com.br/site/wp-content/uploads/2014/07/Desenvolvimento-do-comportamento-alimentar-infantil.pdf. Acesso em: 19 set. 2014.

SILVA, Danielle G.; PRIORE, Silvia E.; FRANCESCHINI, Sylvia do. C. C. Fatores de risco para anemia em lactentes atendidos nos serviços públicos de saúde: a importância das práticas alimentares e da suplementação com ferro. Jornal de Pediatria, v. 83, n. 2, p. 149-156, 2007. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/3997/399738121009.pdf. Acesso em: 19 set. 2014.

TOLEDO, Mariana Tâmara Teixeira de. et al. Consumo de frutas e hortaliças de usuário de serviços de atenção primária a saúde. Revista Nutrição em Pauta, v. 25, n.112, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rsp/v47n3/0034-8910-rsp-47-03-0540.pdf. Acesso em: 19 set. 2014.

WEFFORT, V. R. S. et al. Alimentação do lactente ao adolescente. In: CAMPOS JÚNIOR, D.; BURNS D.A.R. (orgs) Tratado de Pediatria. Sociedade Brasileira de Pediatria. 3ª. ed. Barueri, SP: Manole, p. 1989-2012. 2014.

ZANCUL, M. S.; DUTRA DE OLIVEIRA, J. E. Considerações sobre Ações Atuais de Educação Alimentar e Nutricional para Adolescentes. Alimentos e Nutrição, Araraquara, v. 18, n. 2, p. 223-227, 2007. Disponível em: http://serv-bib.fcfar.unesp.br/seer/index.php/alimentos/article/viewArticle/157. Acesso em: 19 set. 2014.

ZOLLAR, V. Alimentação do pré-escolar e escolar. Curso Didático de Nutrição, São Caetano do Sul, SP: Yendis, 2013.
Publicado
2015-12-02
Como Citar
ABREU, Shyrley Rita da Silva Madureira de et al. A IMPORTÂNCIA DAS FRUTAS NA ALIMENTAÇÃO INFANTIL. Revista Brasileira de Ciências da Vida, [S.l.], v. 3, n. 2, dez. 2015. ISSN 2525-359X. Disponível em: <http://jornal.faculdadecienciasdavida.com.br/index.php/RBCV/article/view/67>. Acesso em: 17 ago. 2017.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##