Correlação da teoria imunológica e da depressão maior e proposição de método quantitativo complementar para diagnóstico deste transtorno

  • Julia Barbara Leles dos Santos Faculdade Ciências da Vida
  • Luciano Resende Vilela

Resumo

Introdução: Atualmente a depressão maior (MDD), é um dos maiores problemas de saúde pública mundial atingindo proporção aproximada de 8% do sexo masculino e 15% do sexo feminino. Diagnósticos falhos e tratamentos inadequados para a depressão maior ainda são uma realidade no século XXI e por esse motivo é uma das causas líderes de incapacidade e suicídio associado em todo o mundo. Objetivo: Propor um diagnóstico quantitativo para a Depressão Maior baseado na teoria imunológica como fator desencadeante deste transtorno, utilizando embasamento teórico que demonstre o aumento dos níveis séricos de TNF- alfa em pacientes com doença autoimune e depressão e a partir disso propor diagnóstico eficaz para a MDD e facilitar o tratamento. Resultados e Discussão: Foram encontradas diversas evidências que situações de estresse prolongados acarretam distúrbios não apenas psicológicos, mas bioquímico-neurológico. A correlação entre doenças autoimunes e a depressão maior é evidenciada em vários estudos através da desregulação de genes de muitas doenças inflamatórias e níveis elevados de resposta inflamatória causando desiquilíbrios funcionais e psicológicos. Conclusão: Como corroborado por vários estudos, a utilização de citocinas, como o TNF-alfa, para diagnosticar a depressão maior é uma possibilidade viável e promissora considerando que o sistema imune em desequilíbrio acomete toda função do organismo. A quantificação do TNF-alfa pode ser realizada pelo Teste de Elisa, sendo o método mais eficiente.
Publicado
2018-04-05
Como Citar
SANTOS, Julia Barbara Leles dos; VILELA, Luciano Resende. Correlação da teoria imunológica e da depressão maior e proposição de método quantitativo complementar para diagnóstico deste transtorno. Revista Brasileira de Ciências da Vida, [S.l.], v. 6, n. 3, abr. 2018. ISSN 2525-359X. Disponível em: <http://jornal.faculdadecienciasdavida.com.br/index.php/RBCV/article/view/638>. Acesso em: 19 out. 2018.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##