Praticas Educativas no Pré-Natal

um retrato da contribuição freiriana

  • Thais Pereira Dutra Tavares Faculdade Ciencias da Vida
  • Milene Silva Rodrigues

Resumo

Contextualização do tema: A metodologia de Freire é uma forte aliada nas práticas educativas durante o pré-natal, transformando o evento em um momento de aprendizagem e troca de conhecimentos, de maneira dinâmica, a partir de vivências de outras gestantes. Objetivo: Analisar a contribuição do educador Paulo Freire para as práticas educativas inovadoras durante o pré-natal. Materiais e Métodos: Estudo de caso, com natureza descritiva e abordagem qualitativa, realizado em uma Unidade Básica de Saúde do interior de Minas Gerais. A coleta de dados foi feita através de duas fontes de evidência: observação sistêmica e entrevista individual. A observação sistêmica foi realizada com 25 gestantes cadastradas na unidade e que participaram do grupo operativo baseado na metodologia ativa de Freire, realizado no dia 26 de agosto 2017 na unidade. Dessas gestantes, nove delas responderam a entrevista semiestruturada marcada posteriormente na residência das mesmas. Para a análise dos dados, utilizou-se a técnica de Análise Temática do Conteúdo segundo Laurence Bardin. Resultados: Como contribuição da metodologia de Freire nas práticas educativas no pré-natal, foram identificados: uma melhor compreensão do conteúdo; conquista de autonomia e de liberdade de expressar opiniões e sentimentos; compreensão do espaço para sanar as dúvidas; troca de experiências e oportunidade de aprender na prática. Conclusão: A metodologia de Paulo Freire contribuiu de forma positiva durante as práticas educativas, favorecendo a compreensão do tema por parte das gestantes, permitindo uma troca de conhecimento e quebrando assim paradigmas educacionais.
DESCRITORES: Enfermagem, Educação em saúde, Gestantes, Humanização da assistência.
Publicado
2018-04-05
Como Citar
TAVARES, Thais Pereira Dutra; RODRIGUES, Milene Silva. Praticas Educativas no Pré-Natal. Revista Brasileira de Ciências da Vida, [S.l.], v. 6, n. 3, abr. 2018. ISSN 2525-359X. Disponível em: <http://jornal.faculdadecienciasdavida.com.br/index.php/RBCV/article/view/603>. Acesso em: 19 out. 2018.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##