QUALIDADE DE VIDA DE IDOSOS RESIDENTES EM UMA INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS EM SETE LAGOAS - MG

  • Natália do Rosário NEVES Graduanda de Enfermagem da Faculdade Ciências da Vida, Sete Lagoas – MG
  • Fernanda Pereira GUIMARÃES Bióloga, Mestre em Botânica, Docente da Faculdade Ciências da vida, Sete Lagoas – MG

Resumo

O processo de envelhecimento populacional tem provocado grande destaque para a saúde pública. Por estarem em situação de vulnerabilidade, os idosos são potencialmente predispostos ao comprometimento da qualidade de vida. A qualidade de vida (QV) envolve aspectos subjetivos e multidimensionais, ou seja, é determinada pelas percepções que o indivíduo tem da sua própria vida e pela composição das dimensões que envolvem o ser humano. Dessa maneira, o presente estudo teve como objetivo descrever a percepção da qualidade de vida de idosos residentes em uma Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI) em Sete Lagoas - MG. Adotou-se a metodologia qualitativa, descritiva e de campo, através de uma entrevista semiestruturada realizada com cinco idosos residentes na instituição em estudo. Os resultados revelaram que as dimensões da qualidade de vida englobam as dimensões físicas, psicológicas, sociais, econômica, ambientais, espirituais, hábitos de vida e capacidade funcional. Estas dimensões podem ser percebidas positiva ou negativamente, de acordo com as concepções de cada idoso. A dimensão social, na percepção dos idosos, foi a que se mostrou mais prejudicado, pois revelou que após a institucionalização, o vínculo familiar foi rompido. Conclui-se, portanto, que a avaliação do idoso exige dos profissionais uma abordagem que contemple todos os aspectos da qualidade de vida.   Palavras-chave: Qualidade de vida. Idoso. Institucionalização.

Referências

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições, v. 70, 2011.

PASCHOAL, S. M. P. Qualidade de vida na velhice. In: FREITAS, E. V. Tratado de geriatria e gerontologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

PEREIRA, K. C. R.; ALVAREZ, A. M.; TRAEBERT, J. L. Contribuição das condições sociodemográficas para a percepção da qualidade de vida em idosos. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., v. 14, n. 1, p. 85-95, 2011.
Publicado
2015-11-17
Como Citar
NEVES, Natália do Rosário; GUIMARÃES, Fernanda Pereira. QUALIDADE DE VIDA DE IDOSOS RESIDENTES EM UMA INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS EM SETE LAGOAS - MG. Revista Brasileira de Ciências da Vida, [S.l.], v. 3, n. 2, nov. 2015. ISSN 2525-359X. Disponível em: <http://jornal.faculdadecienciasdavida.com.br/index.php/RBCV/article/view/60>. Acesso em: 17 ago. 2017.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##