DIFICULDADE DE APRENDIZAGEM NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO

REFLEXÕES SOBRE A ATUAÇÃO DO PROFESSOR NESSE PROCESSO

  • Carla Assis Barros Faculdade Ciencias da Vida
  • Tathiana Martins de Carvalho

Resumo

Diante do grande número de crianças que não aprendem no contexto escolar e que são motivos de queixas frequentes nos relatos de profissionais da educação, fez-se necessária a elaboração do presente artigo, com o objetivo analisar as ações utilizadas pelos professores, em relação às crianças que apresentam dificuldade de aprendizagem no contexto escolar. Para melhor entendimento dessa realidade se fez necessário conhecer a concepção dos professores a cerca da temática dificuldade de aprendizagem; identificar os obstáculos/dificuldades encontrados pelos professores na relação com o aluno que apresenta a dificuldade de aprendizagem e elaborar estratégia de orientação e informação que auxilie os professores no cuidado com estas crianças. No entanto, este artigo é relevante, pois ao conhecer a realidade escolar é possível criar estratégias de orientação para os profissionais que lidam com a dificuldade de aprendizagem em sala de aula. O desenvolvimento deste artigo ocorreu por meio de pesquisa bibliográfica e pesquisa de campo, na qual foram realizadas entrevistas não estruturadas com 19 professoras do 1º ao 5º ano, com idade entre 23 e 51 anos. Os resultados revelaram grande despreparo do corpo docente, o que leva na maioria das vezes a estigmatização da criança por parte deste profissional. Porém o auxílio de outros profissionais é de grande valia para superar o paradigma da dificuldade de aprendizagem, pois não se trata de procurar o ou os culpados pelo baixo rendimento, mas sim, comprometer todos os envolvidos e tirar a atenção que está direcionada para a limitação da criança e dar lugar ao verdadeiro cuidado.
Publicado
2017-12-15
Como Citar
BARROS, Carla Assis; CARVALHO, Tathiana Martins de. DIFICULDADE DE APRENDIZAGEM NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO. Revista Brasileira de Ciências da Vida, [S.l.], v. 6, n. 1, dez. 2017. ISSN 2525-359X. Disponível em: <http://jornal.faculdadecienciasdavida.com.br/index.php/RBCV/article/view/471>. Acesso em: 26 maio 2018.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##