CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DE UMA FORMULAÇÃO ANTI-IDADE CONTENDO ÁCIDO GLICÓLICO, PRODUZIDA EM FARMACIAS DE MANIPULAÇÃO DE SETE LAGOAS- MG

  • TACIELE MORAIS DA SILVA FACULDADE CIÊNCIAS DA VIDA
  • LUCIANA LEMOS BAETA TANOS LOPES

Resumo

A pele é o órgão de mais importância do corpo humano, sendo responsável pela proteção e imunidade. O envelhecimento é causado pela degeneração celular ao longo dos anos. As farmácias de manipulação, a partir de 1986 ganharam destaque pelo fato de conseguirem atender o paciente de forma individualizada, com ênfase em seu setor de semi-sólidos. O presente estudo tem como questão norteadora: Uma formulação anti-idade contendo ácido glicólico apresenta a mesma estabilidade físico química após produção por farmácias de manipulação diferentes? E como objetivo, avaliar e comparar uma fórmula tópica a base de ácido glicólico, produzida por três farmácias de manipulação de Sete Lagoas, MG, Brasil. As amostras adquiridas foram testadas em 24 horas da manipulação e após o armazenamento de 15 dias, foram reanalisadas em relação as suas características organolépticas e físico químicas. Os resultados demonstraram perfis parecidos, a farmácia A não apresentou alteração durante os testes, a farmácia B apresentou coloração diferente na amostra 1 após 15 dias, o que caracteriza oxidação, o valor de pH menor que 5,5 foi observado nas amostras das farmácias B e C. Os valores de condutividade da farmácia C foram altos podendo indicar falha nas boas práticas de manipulação enquanto que nas amostras da farmácia B houve um pequeno aumento desse perfil após o período de 15 dias, resultado do processo de oxidação. As formulações tópicas que contém ácido glicólico podem ser seguras e eficazes, atendendo individualmente as necessidades de cada usuário e os padrões técnicos de eficácia e segurança da formulação.
 
 
Palavras-chave: Envelhecimento cutâneo; cosméticos; estabilidade físico química; manipulação.

##submission.authorBiography##

LUCIANA LEMOS BAETA TANOS LOPES
A pele é o órgão de mais importância do corpo humano, sendo responsável pela proteção e imunidade. O envelhecimento é causado pela degeneração celular ao longo dos anos. As farmácias de manipulação, a partir de 1986 ganharam destaque pelo fato de conseguirem atender o paciente de forma individualizada, com ênfase em seu setor de semi-sólidos. O presente estudo tem como questão norteadora: Uma formulação anti-idade contendo ácido glicólico apresenta a mesma estabilidade físico química após produção por farmácias de manipulação diferentes? E como objetivo, avaliar e comparar uma fórmula tópica a base de ácido glicólico, produzida por três farmácias de manipulação de Sete Lagoas, MG, Brasil. As amostras adquiridas foram testadas em 24 horas da manipulação e após o armazenamento de 15 dias, foram reanalisadas em relação as suas características organolépticas e físico químicas. Os resultados demonstraram perfis parecidos, a farmácia A não apresentou alteração durante os testes, a farmácia B apresentou coloração diferente na amostra 1 após 15 dias, o que caracteriza oxidação, o valor de pH menor que 5,5 foi observado nas amostras das farmácias B e C. Os valores de condutividade da farmácia C foram altos podendo indicar falha nas boas práticas de manipulação enquanto que nas amostras da farmácia B houve um pequeno aumento desse perfil após o período de 15 dias, resultado do processo de oxidação. As formulações tópicas que contém ácido glicólico podem ser seguras e eficazes, atendendo individualmente as necessidades de cada usuário e os padrões técnicos de eficácia e segurança da formulação.     Palavras-chave: Envelhecimento cutâneo; cosméticos; estabilidade físico química; manipulação.
Publicado
2017-12-14
Como Citar
DA SILVA, TACIELE MORAIS; BAETA TANOS LOPES, LUCIANA LEMOS. CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DE UMA FORMULAÇÃO ANTI-IDADE CONTENDO ÁCIDO GLICÓLICO, PRODUZIDA EM FARMACIAS DE MANIPULAÇÃO DE SETE LAGOAS- MG. Revista Brasileira de Ciências da Vida, [S.l.], v. 5, n. 5, dez. 2017. ISSN 2525-359X. Disponível em: <http://jornal.faculdadecienciasdavida.com.br/index.php/RBCV/article/view/430>. Acesso em: 24 jan. 2018.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##