A MULHER E A MATERNIDADE

as mudanças subjetivas percebidas na mulher após a maternidade.

  • Luciana da Conceição Pereira Faculdade Ciências da Vida
  • Laura Freire de Andrade

Resumo

O presente estudo resulta de uma investigação realizada em torno da maternidade junto a mulheres residentes na cidade de Maravilhas/MG, a partir da construção de um grupo focal constituído com a finalidade de discutir situações reais vivenciadas por estas mulheres de modo captar suas opiniões sobre a relação entre a mulher e a maternidade, visando identificar as possíveis interferências sociais e emocionais ocorridas dessa fase que provoquem mudanças subjetivas na mulher, para que sob o olhar da psicologia, seja possível compreender o significado dado à subjetividade após maternidade. A pesquisa possibilitou aproximar mulheres com realidades distintas, mas que vivenciam situações iguais ou bem parecidas uma das outras, e que cada uma à sua maneira, resolve essas situações de modo a adequá-las ao seu cotidiano. Como resultado a pesquisa apontou que sobre a mulher contemporânea recaem mais cobranças devido à soma de novas responsabilidades incorporadas à sua função de mãe. Mas ao mesmo tempo, destacou o fato de que as mulheres, hoje, estão se tornando mais  preparadas para lidar com essas cobranças, pois estão conseguindo conciliar a criação dos filhos, relações com marido, amigos e o trabalho, sem se manter em segundo plano no que se refere à sua condição de mulher.
 
PALAVRAS-CHAVE: Mulher. Maternidade. Mudanças subjetivas. Contemporaneidade
Publicado
2017-12-15
Como Citar
PEREIRA, Luciana da Conceição; ANDRADE, Laura Freire de. A MULHER E A MATERNIDADE. Revista Brasileira de Ciências da Vida, [S.l.], v. 6, n. 1, dez. 2017. ISSN 2525-359X. Disponível em: <http://jornal.faculdadecienciasdavida.com.br/index.php/RBCV/article/view/377>. Acesso em: 19 out. 2018.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##