HETERONORMATIVIDADE

IMPLICAÇÕES PSICOSSOCIAIS PARA SUJEITOS NÃO-HETERONORMATIVOS

  • Cristina Roberta da Silva Reis Faculdade Ciências da Vida
  • Sara Angélica Teixeira ORIENTADORA - FCV

Resumo

A heteronormatividade é uma padronização de sexualidade que regula o modo como a sociedade contemporânea está organizada, em um padrão de normalidade heterossexual, impondo normas sobre o corpo e limitando suas performances. Este artigo é resultado de uma pesquisa exploratória e qualitativa, em que foram realizadas entrevistas semiestruturadas a fim de compreender como os sujeitos vivenciam e representam suas sexualidades no cotidiano. A pesquisa foi realizada em três cidades de Minas Gerais (Curvelo, Sete Lagoas e Belo Horizonte), contando com 7 (sete) entrevistados, que se reconhecem como: bissexuais, homossexuais e heterossexuais, no que tange à sexualidade e, quanto às performances de gênero, feminino, masculino e gênero fluido. O objetivo geral da pesquisa foi investigar como as normatizações relacionadas ao gênero e orientação sexual limitam os corpos e as experiências de sujeitos não- heteronormativos. Os dados foram analisados por meio da análise de discurso e a discussão deu-se a partir de três importantes eixos: 1) heteronormatividade e suas implicações nas subjetividades dos sujeitos; 2) preconceitos nítidos, velados e interiorizados; 3) formas de enfrentamento e superação. Os resultados evidenciam que tais normas sociais conferem aos sujeitos constantes discriminações em todas as esferas sociais e exercem forte influência na subjetivação e sociabilidade destes, principalmente no que diz respeito à falta de liberdade de ser e se representar enquanto indivíduo. Diante de tal cenário faz-se necessário a ampliação e aprofundamento de estudos que abarquem todas as formas de sexualidades, levando em consideração as multiplicidades de vivências postas para os sujeitos.
Publicado
2017-07-17
Como Citar
REIS, Cristina Roberta da Silva; TEIXEIRA, Sara Angélica. HETERONORMATIVIDADE. Revista Brasileira de Ciências da Vida, [S.l.], v. 5, n. 3, jul. 2017. ISSN 2525-359X. Disponível em: <http://jornal.faculdadecienciasdavida.com.br/index.php/RBCV/article/view/292>. Acesso em: 21 set. 2017.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##