RELATOS COMPARATIVOS ENTRE IDOSOS E SEUS CUIDADORES INFORMAIS SOBRE ASPECTOS DE DEPRESSÃO E DESESPERANÇA

  • Bárbara Leane Oliveira Faculdade Ciências da Vida
  • Lucirley Guimarães de Sousa Araújo Faculdade Ciências da Vida

Resumo

O envelhecimento é uma fase que ocasiona diferentes mudanças sendo elas positivas ou negativas.  O idoso assume um novo papel social, mas as mudanças podem proporcionar alguns sintomas de desesperança e desprazer em relação à vida. Este estudo se constitui em uma pesquisa de campo, com o objetivo geral de comparar os relatos de idosos aos de seus cuidadores informais sobre aspectos de depressão e desesperança. A amostra é composta por 24 pessoas: 12 idosos (com idades entre 60 e 93 anos), sendo sete homens e cinco mulheres, juntamente com seus respectivos cuidadores informais, sendo 1 do sexo masculino e 11 do sexo feminino. Os instrumentos utilizados para a coleta de dados foram: a Escala Beck de Depressão (BDI) e a Escala Beck de Desesperança (BHS). Os resultados apresentados pela presente pesquisa indicam que as opiniões dos idosos e dos cuidadores informais são equilibradas em relação aos escores de depressão e desesperança. Diante deste contexto espera-se que novas pesquisas sejam desenvolvidas com o objetivo de prevenção e promoção da qualidade de vida dos idosos juntamente com seus cuidadores informais, bem como dos prováveis reflexos na interação desses indivíduos e seus familiares.
 
Palavras-Chave: Cuidadores Informais, Escalas Beck, Terceira Idade.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##
RESUMO O envelhecimento é uma fase que ocasiona diferentes mudanças sendo elas positivas ou negativas.  O idoso assume um novo papel social, mas as mudanças podem proporcionar alguns sintomas de desesperança e desprazer em relação à vida. Este estudo se constitui em uma pesquisa de campo, com o objetivo geral de comparar os relatos de idosos aos de seus cuidadores informais sobre aspectos de depressão e desesperança. A amostra é composta por 24 pessoas: 12 idosos (com idades entre 60 e 93 anos), sendo sete homens e cinco mulheres, juntamente com seus respectivos cuidadores informais, sendo 1 do sexo masculino e 11 do sexo feminino. Os instrumentos utilizados para a coleta de dados foram: a Escala Beck de Depressão (BDI) e a Escala Beck de Desesperança (BHS). Os resultados apresentados pela presente pesquisa indicam que as opiniões dos idosos e dos cuidadores informais são equilibradas em relação aos escores de depressão e desesperança. Diante deste contexto espera-se que novas pesquisas sejam desenvolvidas com o objetivo de prevenção e promoção da qualidade de vida dos idosos juntamente com seus cuidadores informais, bem como dos prováveis reflexos na interação desses indivíduos e seus familiares.Palavras-Chave: Cuidadores Informais, Escalas Beck, Terceira Idade.
##submission.authorWithAffiliation##
Orientador: Prof. MSc. Lucirley Guimarães de Sousa Araújo.
Publicado
2017-07-17
Como Citar
OLIVEIRA, Bárbara Leane; ARAÚJO, Lucirley Guimarães de Sousa. RELATOS COMPARATIVOS ENTRE IDOSOS E SEUS CUIDADORES INFORMAIS SOBRE ASPECTOS DE DEPRESSÃO E DESESPERANÇA. Revista Brasileira de Ciências da Vida, [S.l.], v. 5, n. 3, jul. 2017. ISSN 2525-359X. Disponível em: <http://jornal.faculdadecienciasdavida.com.br/index.php/RBCV/article/view/276>. Acesso em: 17 nov. 2017.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##