A LUTA DA MULHER UNIVERSITÁRIA NA CONTEMPORANEIDADE

CONCILIANDO FAMÍLIA, TRABALHO E REALIZAÇÃO PESSOAL

  • Rosália Ribeiro de Freitas Rocha Faculdade Ciências da Vida
  • Ana Cláudia da Silva Junqueira Burd

Resumo

Este estudo visa pesquisar sobre as feminilidades, buscando sentidos relativos à família, ao trabalho e à realização pessoal das mulheres, a partir das questões com as quais elas se deparam diante dos diversos desafios trazidos pela modernidade. A mulher, na atualidade, tem assumido muitas funções antes assumidas pelos homens. O presente estudo tem como objetivo identificar as perdas e/ou ganhos psicológicos na vida das mulheres universitárias ao se deslocarem do espaço doméstico para o exercício do trabalho fora de casa. Para tal, realizou-se um estudo qualitativo e descritivo, no qual através de entrevistas semiestruturadas foram entrevistadas 10 alunas da FCV-Faculdade Ciências da Vida, em Sete Lagoas/MG. Os dados foram analisados mediante Análise de Conteúdo. As mulheres entrevistadas trabalhavam fora ou eram autônomas, com filhos e tinham que conciliar família, trabalho e realização pessoal. A idade das entrevistadas variou entre 20 e 60 anos. Os resultados sugerem a dificuldade de encontrar um ponto de equilíbrio ao tentar conciliar as múltiplas funções, no qual a mulher se sente frustrada por não ter tempo para si mesma e para a família, outras culpadas por não acompanharem o desenvolvimento dos filhos ao optarem pela busca da sua individualidade e o sucesso na carreira profissional. Já os ganhos, percebe-se que, com a inserção da mulher no mercado de trabalho, surge a possibilidade de se construir a sua autonomia e a sua independência financeira, aumentando a sua autoestima e o senso de confiança em si mesma, no qual ela se tornará autora da sua própria história.
Publicado
2017-07-17
Como Citar
ROCHA, Rosália Ribeiro de Freitas; BURD, Ana Cláudia da Silva Junqueira. A LUTA DA MULHER UNIVERSITÁRIA NA CONTEMPORANEIDADE. Revista Brasileira de Ciências da Vida, [S.l.], v. 5, n. 3, jul. 2017. ISSN 2525-359X. Disponível em: <http://jornal.faculdadecienciasdavida.com.br/index.php/RBCV/article/view/216>. Acesso em: 17 nov. 2017.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##