RUÍDOS AMBIENTAIS NA UTI NEONATAL

considerações da equipe de enfermagem

  • Lizy AraujoA Araujo Rocha Faculdade Ciências da Vida- FCV
  • CLEBIO DEAN MARTINS FACULDADE CIÊNCIAS DA VIDA

Resumo

A Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) é um local onde se faz necessário o uso de recursos tecnológicos e uma rotina constante da equipe de enfermagem, os quais podem provocar ruídos, prejuízos e transtornos aos neonatos. Acostumados ao ambiente seguro e tranquilo do útero materno, o neonato mediante a necessidade, tem que se adaptar a um novo ambiente ruidoso e hostil, contudo importante e necessário para a sua sobrevida. Objetivo geral é identificar os tipos de ruídos que afetam o desenvolvimento dos recém-nascidos em uma UTIN. A pesquisa se justifica na importância de compreender que a exposição do neonato aos ruídos excessivos e diários acarretam graves comprometimentos ao seu desenvolvimento. A metodologia utilizada se baseia na pesquisa de campo, com abordagem qualitativa e quantitativa, de natureza descritiva, que discorreu sobre os malefícios provocados pelos ruídos na UTIN. Foi realizada a coleta de dados através questionário semiestruturado. Os participantes da pesquisa foram os 33 profissionais que atuam na UTIN em um Hospital no interior de Minas Gerais. A análise de conteúdo foi elaborada segundo proposta de Bardin, 2011.  As questões levantadas abordaram o desafio proposto à equipe de enfermagem para encontrar alternativas que sugerem mudanças de comportamento, no ambiente físico, maior atenção ao monitoramento de ruídos, e um manuseio menos estressante do recém-nascido. Com os resultados apresentados, foi possível perceber o quanto se faz necessário práticas educativas, visando melhorar a assistência ao neonato, estabelecendo métodos eficazes para avaliação do desenvolvimento.
 
Publicado
2017-12-14
Como Citar
ROCHA, Lizy AraujoA Araujo; MARTINS, CLEBIO DEAN. RUÍDOS AMBIENTAIS NA UTI NEONATAL. Revista Brasileira de Ciências da Vida, [S.l.], v. 5, n. 4, p. 23, dez. 2017. ISSN 2525-359X. Disponível em: <http://jornal.faculdadecienciasdavida.com.br/index.php/RBCV/article/view/143>. Acesso em: 24 ago. 2019.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##