FORMAS CONTEMPORÂNEAS DE RELACIONAMENTO ENTRE MÃES E FILHOS NO CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL (CRAS)

  • Milene Camargo Vasconcelos
  • Ana Flavia Sales Costa

Resumo

Resumo: A presente pesquisa objetivou compreender como são as formas de relacionamento entre mães e filhos na família contemporânea. Tratou-se de um estudo qualitativo de natureza descritiva em que foram realizadas entrevistas semiestruturadas com dez mães que participam dos serviços de convivência e fortalecimento de vínculo do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) no município de Jequitibá/MG. Os resultados indicam que, de modo geral, as mães da atualidade vivenciam com os filhos um relacionamento baseado no diálogo e no afeto. Entretanto, encontram dificuldades para estabelecer os limites, considerando que são as maiores responsáveis pela educação dos filhos. Além disso, foi possível constatar que as mulheres quando se tornam mães, abdicam do tempo para si, para conciliar diferentes papéis advindos da contemporaneidade, o que gera conflitos para as mesmas. Conclui-se que as mudanças ocorrem de forma diferenciada em cada núcleo familiar, levando a constatar que não se pode pensar em um modelo ideal de família, pois cada uma apresenta suas particularidades, crenças e valores, e a partir disso, cada uma desenvolverá o seu padrão de relacionamento. Palavras-chave: contemporaneidade, relacionamento, mães e filhos, CRAS. 
Publicado
2017-07-17
Como Citar
VASCONCELOS, Milene Camargo; COSTA, Ana Flavia Sales. FORMAS CONTEMPORÂNEAS DE RELACIONAMENTO ENTRE MÃES E FILHOS NO CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL (CRAS). Revista Brasileira de Ciências da Vida, [S.l.], v. 5, n. 3, jul. 2017. ISSN 2525-359X. Disponível em: <http://jornal.faculdadecienciasdavida.com.br/index.php/RBCV/article/view/100>. Acesso em: 17 nov. 2017.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##